Fogões a lenha, lareiras e caldeiras terão até 4.200€, tal como os que já utilizam pellets.

fogões a lenha de biomassa
Os atendimentos e procedimentos são diferentes em cada comunidade autônoma.

Em comunicado de 17 de maio, o Ministério da Transição Ecológica e do Desafio Demográfico (MITECO) anunciou alterações ao RD 477/2021 relativo aos programas de incentivo ao autoconsumo e sistemas de armazenamento com energias renováveis, e aos sistemas de energia térmica renovável em residências e em diversos setores da economia.

Entre as mudanças que afetam o setor de biomassa, destaca-se a inclusão de equipamentos de aquecimento a lenha entre os sistemas elegíveis na área residencial, desde que atendam a determinados requisitos:

O equipamento deve ter a parte frontal fechada, a madeira deve ter umidade máxima de 20% (classe de propriedade M20 conforme estabelecido na norma UNE-EN-ISO 17225-5) e as instalações devem ser realizadas em municípios com menos de 50.000 habitantes, que não são capitais de província.

Outra das mudanças a destacar é o maior apoio ao modelo de empresa de serviços energéticos (ESCO) para facilitar as instalações a particulares ou outras empresas que não tenham capacidade para realizar o investimento.

Relembramos que os dispositivos de aquecimento local ou caldeiras de menos de 1 MW que utilizam biomassa eles devem certificar que cumprem os regulamentos de Ecodesign (Regulamentos (UE) 2015/1185 e 2015/1189) e que o combustível utilizado possui um certificado emitido por uma entidade independente acreditada quanto à conformidade com a classe A1 conforme estabelecido nas normas UNE-EN-ISO 17225, UNE 164003 ou UNE 164004 .

Atualmente, fabricantes e distribuidores de equipamentos de combustão de biomassa contam com extensos catálogos de caldeiras e fogões que cumprem sem problemas o regulamento Ecodesign e, por outro lado, os mercados espanhol e europeu possuem selos de qualidade para certificar biocombustíveis como ENplus® para pellets domésticos ou BIOmasud ®, específico para biocombustíveis mediterrânicos, incluindo lenha.

A ajuda que pode ser acessada através desta linha para todo o território espanhol na compra de um pellet ou fogão a lenha, lareira ou caldeira é 350€ por kW de potência com um máximo de 4.200€ para fogões e lareiras e 3.500€ para caldeiras. Os atendimentos e procedimentos são diferentes em cada comunidade autônoma. 

Decreto Real 477/2021 (instalações domésticas)

Real Decreto 377 / 2022 (modificação)

Status das chamadas por comunidade autônoma: ar condicionado renovável (IDAE)

Mais informações no seu distribuidor, instalador, fabricante ou no Associação Espanhola de Biomassa.